Exercícios de memória para evitar o mal de Alzheimer

Para evitar o mal de Alzheimer, que é caracterizada pela perda das funções cognitivas e não cognitivas do cérebro, desenvolvemos algumas dicas de exercícios. Os principais sintomas do Alzheimer incluem dificuldade progressiva em reter memórias recentes e adquirir novos conhecimentos, fazer cálculos, manter-se alerta e até mesmo falar adequadamente. Distúrbios de comportamento, como isolamento e agressividade, também são observados.

Como evitar o mal de Alzheimer 

Adquirir novos conhecimentos cria novas conexões entre os neurônios, o que evita o aparecimento dos sinais da demência. Estudos também sugerem que a realização de atividades físicas contribua para retardar a doença.

A seguir, conheça atividades estimulantes para o cérebro que são aliadas para evitar o mal de Alzheimer:
•    Realizar jogos de raciocínio e estímulo à memória, como xadrez, sudoku e palavras-cruzadas.
•    Ler revistas e jornais diariamente e manter-se atualizado com os acontecimentos do mundo.
•    Aprender a tocar um instrumento, desenhar e pintar.
•    Exercitar a atenção. É possível treinar esta função com atitudes simples, como observar os detalhes de objetos pela casa.
•    Fazer caminhos diferentes para ir a lugares habituais, como o local de trabalho. Traçar novas rotas é estimulante, pois nos obriga a sair do "modo automático".
•    Manter uma dieta equilibrada. A atitude colabora para a perda de peso e ganho de memória, dois fatores importantes para a prevenção do Alzheimer. Alimentos com vitaminas B12, tiamina, ácido fólico e ômega-3 ajudam na memorização. Frutas com alto índice de antioxidantes também colaboram.
•    Praticar exercícios regularmente. Uma caminhada pela manhã ajuda a manter a saúde mental, além de contribuir para o combate à hipertensão, que é um fator de risco para o mal de Alzheimer.
•    Manter o bom humor e fugir do estresse, já que a depressão é um dos grandes vilões da doença.